ASPECTO NUTRICIONAL DO BIOCARVÃO NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE RÚCULAS EM CONDIÇÕES SEMIÁRIDAS

  • Joabe Freitas Crispim Universidade Federal da Paraíba
  • Jailma Suerda Silva de Lima Universidade Federal ]rural do Semi-Árido
  • Jessika Kaliane Barbosa da Silva. Universidade Federal rural do Semi-Árido
  • Antônio Gideilson Correia da Silva Universidade Federal rural do Semi-Árido
  • Gabriel Kariel Ferreira Ferdandes Universidade Federal rural do Semi-Árido
  • José Elinaldo Alves Bento Universidade Federal rural do Semi-Árido
Palavras-chave: biochar; Eruca sativa; produção de mudas.

Resumo

A produção de mudas de rúcula com qualidade constitui uma das etapas cruciais para o sucesso da cultura no campo. Com isso, o objetivo deste trabalho foi determinar dosagens complementares de biocarvão que possibilitem melhor desenvolvimento de mudas de rúcula. O experimento foi conduzido em casa de vegetação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado com seis tratamentos (T1 - 0% de biocarvão, T2 - 10% e 90%, T3 - 20% e 80%, T4 - 30% e 70%, T5 - 40% e 60%, T6 - 50% e 50% de biocarvão e areia, respectivamente) e dez repetições. As características avaliadas foram: Número de folhas por planta; Altura de plantas; Comprimento da raíz; Diâmetro do colo; Massa fresca e massa seca de plântulas. Os dados foram submetidos à análise de variância. O procedimento de ajustamento de curvas de resposta foi realizado utilizando-se o software R. A proporção de 50% do biocarvão foi a que propiciou melhor desempenho das mudas, promovendo melhorias significativas nas características avaliadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-06-03
Como Citar
Freitas Crispim, J., Suerda Silva de Lima, J., Kaliane Barbosa da Silva., J., Correia da Silva, A. G., Ferreira Ferdandes, G. K., & Alves Bento, J. E. (2020). ASPECTO NUTRICIONAL DO BIOCARVÃO NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE RÚCULAS EM CONDIÇÕES SEMIÁRIDAS. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 16(3), 12-17. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/3348