PERDAS NA COLHEITA MECANIZADA DA CANA-DE-AÇÚCAR EM RESPOSTA A DIFERENTES VELOCIDADES DA COLHEDORA E DE ROTAÇÃO DO EXTRATOR PRIMÁRIO

  • Murilo Fuentes Pelloso Universidade Estadual de Maringá
  • Adriano Aparecido de Lima Raizen
  • Bruno Fuentes Pelloso Glencane Bioenergia
  • Arthur Pereira da Silva Iowa State University
Palavras-chave: Perdas visíveis, perdas invisíveis, perdas totais, mecanização, Saccharum officinarum

Resumo

O presente estudo objetivou avaliar as perdas visíveis e invisíveis na colheita mecanizada da cana-de-açúcar mediante uso de diferentes velocidades de deslocamento da colhedora e de rotação do extrator primário em canavial de primeiro corte com terreno a 7% de declividade. O ensaio foi conduzido em Junho de 2014, por ocasião da colheita mecanizada em canavial de primeiro corte (cana de ano), com estimativa de produtividade de 75 t ha-1 no município de Pacaembu, São Paulo. O canavial era formado pela variedade RB96-5902, com 12 meses de idade, em espaçamento de 1,4 metros entre linhas. A colheita foi realizada utilizando uma colhedora da marca John Deere, modelo 3520 acompanhada de um trator, acoplado ao transbordo. Os tratamentos avaliados correspondem a combinações de duas velocidades de deslocamento da colhedora (km h-1) e duas velocidades de rotação do extrator primário (rpm), além das velocidades habitualmente utilizadas pela usina, como testemunha: 3 km h-1 a 700 rpm, 3 km h-1 a 1200 rpm, 5 km h-1 a 950 rpm (testemunha), 6 km h-1 a 700 rpm e 6 km h-1 a 1200 rpm. As Variáveis respostas analisadas foram as perdas nas formas de tocos, despontes, toletes, pedaços, canas inteiras, estilhaços e perdas totais, em t ha-1 e a porcentagem total de perdas. Foram observadas respostas significativas (p ≤ 0,05) para todas as formas de perdas em função dos tratamentos, com exceção para as perdas nas formas de cana inteira e despontes. Concluiu-se que o aumento da rotação do extrator primário e redução na velocidade de locomoção da colhedora tendem a ocasionar aumento nas perdas de cana-de-açúcar, sendo, nas condições do presente estudo, indicada a velocidade de 3 km h-1 com rotação do extrator primário de 1200 rpm.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANTUNES, F. A. F.; CHANDEL, A. K.; BRUMANO, L. P.; TERÁN HILARES, R.; PERES, G. F. D.; AYABE, L. E. S.; SORATO, V. S.; SANTOS, J. R.; SANTOS, J. C.; DA SILVA, S. S. A Novel process intensification strategy for second-generation ethanol production from sugarcane bagasse in fluidized bed reactor. Renewable Energy, v.1, n.1, p.1-8, 2017. https://doi.org/10.1016/j.renene.2017.06.004

APOLINÁRIO, G. A.; CORREA, P. A.; CAVALINI, F. C.; GRANATO, P. R.; FERRARI, M. C. Perdas na colheita mecanizada da cana-de-açúcar na usina vista alegre – Itapetininga (SP). Revista Perspectiva em Educação, Gestão & Tecnologia, v.6, n.12, p.1-7. 2017.

BELARDO, G. C. Avaliação de desempenho efetivo de três colhedoras em cana-de-açúcar (Saccharum spp) sem queima. 2010. 136 p. Dissertação (Mestrado) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Piracicaba, 2010.

BENEDINI, M. S.; BROD, F. P. R.; PERTICARRARI, J. G. Perdas e impurezas vegetais e minerais na colheita mecanizada. Boletim técnico. Guariba, 2009. 7p.

BRAUNBECK, O.A.; OLIVEIRA, J.T.A. Colheita de cana-de-açúcar com auxílio mecânico. Engenharia Agrícola, 2006.

BURLEIGH. A comparative evaluation of sugarcane harvesting and transport systems for use in the brazilian sugar industry. São Paulo: Copersucar, 1998. 54 p. (Relatório Técnico – Copersucar)

CARVALHO, L. S. Desempenho operacional de uma colhedora em cana crua na região da grande dourados – MS. 2009. 36p. Dissertação (Mestrado em Produção Vegetal) - Universidade Federal da Grande Dourados, Dourados, 2009.

CONAB. Acompanhamento da Safra Brasileira: cana-de-açúcar – Safra 2017/18. Quarto levantamento, v.4, n.4. 2018.

COSTA NETO, J. D. A cana em tempo bom. Revista CREA-PR, n.41, p.16-19, 2006.

FERREIRA, D.F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, v.35, n.6, p.1039-1042, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542011000600001

MAGALHAES, P. S. G.; BALDO, R. F. G.; CERRI, D. G. P. Sistema de sincronismo entre a colhedora de cana-de-açúcar e o veículo de transbordo. Engenharia Agrícola, v.28, n. 2, p.274-282, 2008. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69162008000200008

MORAES, E.E.; NEVES, J.L.M. Colheita de cana crua: avaliação de perdas invisíveis nos sistemas com colhedoras de cana picada. In: SEMINÁRIO DE TECNOLOGIA AGRONÔMICA, 7., 1997, Piracicaba. Anais [...] Piracicaba: COPERSUCAR, 1997.p. 288-297.

NEVES, J. L. M. Avaliação de perdas invisíveis em colhedoras de cana-de-açúcar e alternativas para sua redução. 2003. 223 p. Tese (Doutorado em Engenharia Agrícola) – Faculdade de Engenharia Agrícola, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

NEVES, J. L. M.; MAGALHÃES, P. S. G.; OTA, W. M. Sistema de monitoramento de perdas visíveis de cana-de-açúcar em colhedora de cana picada. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v.24, n.3, p.764-770, 2004. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69162004000300030

NEVES, J.L.M.; MAGALHÃES, P.S.G.; MORAES, E.E.; ARAÚJO, F.V.M. Avaliação de perdas invisíveis na colheita mecanizada em dois fluxos de massa de cana-de-açúcar. Engenharia Agrícola, v.26, n.3, p.787-794, 2006. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-69162006000300016

REIS, G. N. Perdas na colheita mecanizada da cana-de-açúcar crua em função do desgaste das facas do corte de base. 2009. 73 p. Tese (Doutorado) - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista. Jaboticabal, 2009.

RIPOLI, T. C.; NERY, M. S.; DE LEÓN, M. J.; PIEDADE, S. M. S. Desempenho operacional de uma colhedora em cana crua em função da velocidade de avanço. Engenharia Agrícola: Engenharia Agrícola, v.19, n. 2, p. 199–207, 1999.

RIPOLI, T.C.C.; NERY, M.S.; MOLINA JUNIOR, W.F.; RIPOLI, M.L.C. Operation and economic performance of a green cane chopped harvester in Brazil. In: ASAE ANNUAL INTERNATIONAL MEETING, 2001, Sacramento. Anais [...]. St. Joseph: ASAE, 2001. (Paper, 011003).

RIPOLI, T. C. C.; RIPOLI, M. L. Biomassa de cana-de-açúcar: colheita, energia e ambiente. Piracicaba: Barros & Marques. 302p, 2004.

SALVI, J.V. Qualidade do corte de base de colhedoras de cana-de-açúcar. 2006. 89f. Dissertação (Mestrado). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz. Universidade de São Paulo. Piracicaba, 2006.

SANTOS NETO, J. F. Quantificação de perdas de matéria prima no campo para diferentes regulagens de uma colhedora de cana-de-açúcar no município de Arês – RN. 2013. 34p. Monografia (Graduação em Agronomia) - Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba, Areia- PB, 2013.

SEGATO, S.V.; DAHER, F. Perdas visíveis na colheita mecanizada de cana-de-açúcar crua sob velocidades de deslocamento da colhedora. Nucleus, v.8, 2011. p. 315-326. http://dx.doi.org/10.3738/1982.2278.471

SCHMIDT JUNIOR, J. C. Avaliação do desempenho efetivo de colhedora de cana-de-açúcar (saccharum spp.). 2011. 108 p. Dissertação (Mestrado em Máquinas agrícolas) – Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2011.

SILVA, R.C.; OLIVEIRA, T.C.; FIGUEIREDO, Z.N.; CALDEIRA, D.S.A. Perdas visíveis na colheita mecanizada de cana-de-açúcar. Engenharia na Agricultura, v.23, n.1, p.71-77, 2015.

YOUNGER, J.A. Quality cane and extraneous matter. In: INTERNATIONAL SOCIETY OF SUGARCANE TECHNOLOGISTS CONGRESS, 17., 1980, Manila. Proceedings […]. Philippines: The Executive Commite of the ISSCT Congress, 1980. v.1, p.885-90.

Publicado
2019-04-24
Como Citar
Pelloso, M. F., Lima, A. A. de, Pelloso, B. F., & Silva, A. P. da. (2019). PERDAS NA COLHEITA MECANIZADA DA CANA-DE-AÇÚCAR EM RESPOSTA A DIFERENTES VELOCIDADES DA COLHEDORA E DE ROTAÇÃO DO EXTRATOR PRIMÁRIO. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 15(2), 114-120. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2780