TISSUE FLOW AND BIOMASS PRODUCTION OF PIATÃ GRASS IN FUNCTION OF DEFOLIATION FREQUENCY AND NITROGEN FERTILIZATION

Autores

  • Maria da Graça Morais Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
  • Luísa Melville Paiva Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul
  • Bruna Biava de Menezes Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
  • Patrick Bezerra Fernandes Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
  • Nathália Rafaela Fidelis Campos Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
  • Rodrigo Amorim Barbosa Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Gado de Corte
  • Anderson Luiz de Lucca Bento Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
  • Raizza Fátima Abadía Tulux Rocha Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

Palavras-chave:

leaf area, pasture, tiller

Resumo

Devido ao aspecto multifatorial entre as características morfogênicas, morfológicas e agronômicas das plantas forrageiras, torna-se necessário buscar opções de manejo que aumentem a produção e o aproveitamento da massa de forragem submetida a diferentes frequências de desfolhação e níveis de nitrogênio.  Objetivou-se verificar os efeitos de duas frequências de desfolhação e de dois níveis de nitrogênio aplicados em dose única sobre as características morfogênicas, estruturais e produção de forragem do capim-piatã (Brachiaria brizantha cv. Piatã) no período das águas. O trabalho foi realizado no campo agrostológico da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (UFMS), Campo Grande – MS. A área experimental foi composta de 12 parcelas de 18 m² cada de Brachiaria brizantha cv. Piatã (Syn. Urochloa brizantha cv. Piatã). O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado e os tratamentos consistiram em duas frequências de desfolhação (com intervalos de cortes de 28 e 35 dias) e aplicação única de dois níveis de nitrogênio (100 e 200 kg ha-1de N, na forma de ureia), com 3 repetições por tratamento. Para pastos de capim-piatã estabelecidos em solos de boa fertilidade recomenda-se como estratégia de manejo usar 20 cm como altura mínima de corte ou pastejo e frequência de com intervalo de 28 dias e altura aproximada de 30 cm. Em pastos estabelecidos, no período das águas, caso se deseja reduzir o fracionamento da dose de N, recomenda-se como aplicação única a dose de até 100 kg de N ha-1 imediatamente após a realização do primeiro corte.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2019-04-24

Como Citar

Morais, M. da G., Paiva, L. M., Menezes, B. B. de, Fernandes, P. B., Campos, N. R. F., Barbosa, R. A., Bento, A. L. de L., & Rocha, R. F. A. T. (2019). TISSUE FLOW AND BIOMASS PRODUCTION OF PIATÃ GRASS IN FUNCTION OF DEFOLIATION FREQUENCY AND NITROGEN FERTILIZATION. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 15(2), 92-100. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2689

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##