TEOR DE PROTEÍNAS EM SEMENTES DE SOJA PRODUZIDAS EM SOLOS DE VÁRZEA A PARTIR DO USO DE BIOESTIMULANTE

  • Sandro Oliveira Universidade Federal de Pelotas
  • Cristiano Dietrech Ferreira Universidade Federal de Pelotas
  • Elisa Souza Lemes Universidade Federal de Pelotas
  • Jerffeson Araujo Cavalcante Universidade Federal de Pelotas
  • Géri Eduardo Meneghello Universidade Federal de Pelotas
  • Edinilson Henrique Neves Universidade Federal de Pelotas

Resumo

Objetivou-se avaliar o teor de proteínas em sementes de soja produzidas em solos de várzea a partir da aplicação de biorregulador via tratamento de sementes e aplicação foliar. O trabalho foi dividido em dois experimentos, tratamento de sementes (Experimento I) e aplicação foliar (Experimento II) com diferentes doses de Stimulate®, sendo utilizado duas cultivares de soja (BMX Potência RR e Fundacep 64 RR,) e delineamento experimental inteiramente casualizado para ambos os experimentos. Para o tratamento de sementes foi utilizado as doses de 0; 250; 500; 750 e 1000 mL 100 kg sementes-1, já para a aplicação foliar utilizou-se as doses de 0; 187,5; 375,0; 652,5 e 750,0 mL ha-1, sendo os experimentos conduzidos no campo e em vasos na safra agrícola de 2013/2014. Os experimentos foram conduzidos até a fase de maturação de campo, sendo realizada a colheita das sementes e, posteriormente, determinado o teor de proteína total e solúvel. As doses de biorregulador aplicadas no tratamento de sementes, até a maior dose aplicada, proporcionam aumentos no teor de proteína bruta das sementes produzidas em vasos da cultivar BMX Potência RR. Quando produzidas em campo, as doses de biorregulador, via tratamento de sementes e aplicação foliar, não promovem diferença no teor de proteína das sementes. Ainda se constatou acréscimos no teor de proteína total na cultivar Fundacep 64 RR, e redução no teor de proteína solúvel na cultivar BMX Potência RR com uso de biorregulador, independentemente do modo de aplicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sandro Oliveira, Universidade Federal de Pelotas
Mestre e Doutor em Ciência e Tecnologia de Sementes/UFPel
Elisa Souza Lemes, Universidade Federal de Pelotas
Mestre e Doutora em Ciência e Tecnologia de Sementes/UFPel
Jerffeson Araujo Cavalcante, Universidade Federal de Pelotas
Mestre e Doutorando em Ciência e Tecnologia de Sementes/UFPel
Géri Eduardo Meneghello, Universidade Federal de Pelotas
Eng. Agrônomo do PPG em Ciência e Tecnologia de Sementes/UFPel
Publicado
2019-02-22
Como Citar
Oliveira, S., Ferreira, C. D., Lemes, E. S., Cavalcante, J. A., Meneghello, G. E., & Neves, E. H. (2019). TEOR DE PROTEÍNAS EM SEMENTES DE SOJA PRODUZIDAS EM SOLOS DE VÁRZEA A PARTIR DO USO DE BIOESTIMULANTE. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 14(4), 135-144. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2359