NÍVEIS DE RACTOPAMINA E SUA INFLUÊNCIA SOBRE O DESEMPENHO E CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA DE SUÍNOS EM TERMINAÇÃO

  • Helena Maria Fonseca da Silva
  • Letícia Gomes de Morais Amaral
  • Nikolas de Oliveira Amaral
  • Fábio Ribeiro de Almeida
  • Gustavo Freixo Rodrigues4
  • Rogério Rudolfo Heinemann
  • Ana Paula Cardoso Gomide
Palavras-chave: nutrição, qualidade de carcaça, suinocultura.

Resumo

Aumentar a quantidade de carne na carcaça de suínos tem sido o objetivo não somente da indústria, como também do produtor de suínos, uma vez que melhora a rentabilidade e diminui os custos de produção. Neste sentido, objetivou-se com essa pesquisa avaliar o desempenho e as características de carcaça de suínos em terminação suplementados com diferentes níveis de ractopamina na dieta. Foram utilizados 60 suínos (30 machos castrados e 30 fêmeas), com peso inicial médio de 75,0 Kg alojados em baias de piso parcialmente ripado. O delineamento experimental foi em blocos casualizados com três níveis de ractopamina – 0, 5 e 10 ppm, totalizando três tratamentos e dez repetições, com dois animais (um macho e uma fêmea) por baia (parcela experimental). Foram realizadas análises de desempenho (peso final, ganho de peso médio diário, consumo de ração médio diário e conversão alimentar) e de qualidade de carcaça (rendimento de carcaça, rendimento de carne na carcaça, espessura de toucinho e profundidade de lombo). A suplementação de 10 ppm de ractopamina na dieta de suínos em terminação aumentou o rendimento de carne na carcaça e reduziu a espessura de toucinho. Assim, conclui-se que a suplementação de 10 ppm de ractopamina na dieta de suínos em terminação melhora as características de carcaça.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2018-05-07
Como Citar
Maria Fonseca da Silva, H., Gomes de Morais Amaral, L., de Oliveira Amaral, N., Ribeiro de Almeida, F., Freixo Rodrigues4G., Rudolfo Heinemann, R., & Paula Cardoso Gomide, A. (2018). NÍVEIS DE RACTOPAMINA E SUA INFLUÊNCIA SOBRE O DESEMPENHO E CARACTERÍSTICAS DE CARCAÇA DE SUÍNOS EM TERMINAÇÃO. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 14(1), 115-119. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2301

Outros artigos do(s) mesmo(s) autor(es)