PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DE RAÍZES DA MANDIOQUINHA-SALSA EM DIFERENTES NÍVEIS DE ADUBAÇÃO NPK

  • Adalton Mazetti Fernandes Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), Centro de Raízes e Amidos Tropicais (Cerat), Rua José Barbosa de Barros, 1.780, CEP 18610-307, Botucatu, SP, Brasil.
  • Emerson Loli Garcia Unesp, Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA), Programa de Pós-Graduação em Agronomia - Energia na Agricultura, Rua José Barbosa de Barros, 1780 - CEP 18610-307, Botucatu, SP, Brasil
  • Magali Leonel Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (Unesp), Centro de Raízes e Amidos Tropicais (Cerat), Rua José Barbosa de Barros, 1.780, CEP 18610-307, Botucatu, SP, Brasil.
  • Lydia Helena da Silva de Oliveira Mota Unesp, FCA, Programa de Pós-Graduação em Agronomia - Agricultura, Rua José Barbosa de Barros, 1780 - CEP 18610-307, Botucatu, SP / Instituto Federal do Acre (IFAC), Câmpus Cruzeiro do Sul, Estrada da APADEQ, 1.192, CEP 69.980-000, Cruzeiro do Sul, AC
Palavras-chave: Arracacia xanthorrhiza, amido, concentração de nutrientes, matéria seca, proteína.

Resumo

As raízes da mandioquinha-salsa possuem elevado valor nutricional, sendo ricas em carboidratos, minerais, vitaminas A e C, e amido de alta digestibilidade. No entanto, nessa cultura um dos fatores decisivos para a produção de raízes com alto valor nutricional é a fertilização equilibrada. Assim, objetivou-se com este estudo avaliar a produtividade e a qualidade nutricional das raízes de reserva da cultura da mandioquinha-salsa, cultivada sob diferentes níveis de adubação NPK. O experimento foi instalado no delineamento de blocos ao acaso, com oito repetições. Os tratamentos foram constituídos por três níveis de adubação NPK (AD0 = cultivo sem adubação; AD1 = cultivo com 50% da adubação NPK recomendada e AD2 = cultivo com 100% da adubação NPK recomendada). Cada parcela experimental foi constituída por cinco fileiras de plantas de seis metros de comprimento. Concluiu-se que maiores níveis de adubação NPK aumentam o número, o tamanho e a produtividade comercial das raízes de reserva da mandioquinha-salsa. A adubação NPK aumenta o tamanho e a qualidade nutricional de K, Mg e Mn das raízes de reserva, sem interferir no pH da polpa e nos teores de proteína, Ca, Cu e Fe. O aumento no tamanho das raízes de reserva em resposta a adubação NPK diminui os seus teores de amido, P e Zn somente se a adubação NPK não aumentar os seus teores de matéria seca.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-01-18
Como Citar
Fernandes, A., Garcia, E., Leonel, M., & Mota, L. H. (2019). PRODUTIVIDADE E QUALIDADE DE RAÍZES DA MANDIOQUINHA-SALSA EM DIFERENTES NÍVEIS DE ADUBAÇÃO NPK. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 14(3), 194-203. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2144