ADENSAMENTO DE PLANTAS E ÉPOCAS DE CULTIVO DE SOJA NO CERRADO

  • Eduardo Lima do Carmo Universidade de Rio Verde
  • Antonio Germano Carpim Rocha Universidade de Rio Verde
  • Gustavo André Simon Universidade de Rio Verde
  • Alessandro Guerra da Silva Universidade de Rio Verde
  • Guilherme Braga Pereira Braz Universidade de Rio Verde
Palavras-chave: arranjo de plantas, componentes do rendimento, espaçamento reduzido, plasticidade fenotípica

Resumo

A distribuição de plantas de soja, bem como sua conjunção à determinada época de semeadura pode resultar em melhor aproveitamento da área de cultivo e, consequentemente, influenciar de maneira positiva o rendimento de grãos. Nesse âmbito, o objetivo deste trabalho foi avaliar o desempenho agronômico de cultivares de soja em espaçamento entrelinhas adensado e esse procedimento associado a épocas de semeadura distintas. Para tanto, foram realizados três ensaios de campo em duas safras agrícolas. Na safra 2014/15 foi conduzido experimento em delineamento de blocos casualizados, com 4 repetições, em arranjo fatorial 8 x 2. Os tratamentos foram constituídos pela combinação de oito cultivares de soja e dois espaçamentos entrelinhas de semeadura: tradicional e adensado (0,5 e 0,25 m, respectivamente). Na safra seguinte (2015/16), foram realizados dois experimentos, cada um com uma cultivar de soja. Utilizou-se o mesmo delineamento e quantidade de repetições, diferindo-se do experimento anterior devido à adoção de esquema de parcelas subdivididas. Nas parcelas foram alocadas três épocas de semeadura equidistantes em 15 dias, e nas subparcelas foram dispostos os espaçamentos tradicional e adensado de semeadura. Não houve diferença entre os espaçamentos entrelinhas de semeadura utilizados no experimento realizado na primeira safra, observando variação apenas entre as cultivares de soja. Cultivares com ciclo mais longo apresentam maiores produtividades. Para os experimentos realizados na segunda safra, foi verificado maior efeito das épocas de semeadura em relação ao espaçamento entrelinhas, observando maiores produtividades da soja nas semeaduras realizadas mais precocemente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Lima do Carmo, Universidade de Rio Verde
Doutor em Agronomia (2015) na área de Fitossanidade pela Universidade Federal de Goiás (UFG). Mestre em Produção Vegetal (2008) na área de Proteção de plantas e graduado em Agronomia (2006) pela Universidade de Rio Verde - UniRV. Atualmente, Pró-Reitor de Pesquisa e Inovação dessa Universidade e professor na área de Entomologia agrícola e MIP.
Antonio Germano Carpim Rocha, Universidade de Rio Verde
Possui graduação em Agronomia pela Universidade de Rio Verde (2015) e curso-tecnico-profissionalizante em Técnico agropecuario pela IF Goiano - Câmpus Rio Verde (2010). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Fitossanidade. Atualmente é discente no Programa de Pós-graduação em Produção Vegetal da Universidade de Rio Verde.
Gustavo André Simon, Universidade de Rio Verde
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá (1998), mestrado na mesma instituição (2000) e doutorado em Genética e Melhoramento de Plantas pela Universidade Federal de Lavras (2005). Atuou como pesquisador (Melhorista) da Cooperativa Central de Pesquisa Agrícola. Atuando principalmente nos seguintes temas: Fitotecnia e melhoramento de milho. Atualmente leciona na graduação (Agronomia) e mestrado (Produção Vegetal) da FESURV - Universidade de Rio Verde.
Alessandro Guerra da Silva, Universidade de Rio Verde
Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras (1995), mestrado em Agronomia (Fitotecnia) pela Universidade Federal de Lavras (1998) e doutorado em Fitotecnia (Produção Vegetal) pela Universidade Federal de Viçosa (2003). É professor efetivado (Titular) da Universidade de Rio Verde nos cursos de Agronomia e no Programa de Pós-Graduação em Produção Vegetal, no qual é o atual coordenador, exercendo esta função também de 2008 a 2012. É conselheiro da ABMS-Associação Brasileira de Milho e Sorgo. Participa de Programas de Pós-graduação e atua como consultor ad hoc de periódicos científicos, agências de fomento e de Programas de Iniciação Científica. Foi presidente do X Seminário Nacional de Milho Safrinha, realizado em 2009 na cidade de Rio Verde (GO). Tem experiência na área de Agronomia, com ênfase em Manejo e Tratos Culturais, atuando principalmente com as culturas da soja, milho, sorgo e girassol.
Guilherme Braga Pereira Braz, Universidade de Rio Verde
Professor da Faculdade de Agronomia da Universidade de Rio Verde
Publicado
2018-07-10
Como Citar
Carmo, E., Rocha, A., Simon, G. A., Silva, A., & Braz, G. (2018). ADENSAMENTO DE PLANTAS E ÉPOCAS DE CULTIVO DE SOJA NO CERRADO. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 14(2), 01-12. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2029