GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE ARATICUM: DOSES DE GA3 E PERÍODOS DE EMBEBIÇÃO

  • Jéssica Aparecida Freitas
  • Willian Rodrigues Macedo Universidade Federal de Viçosa
Palavras-chave: Cerrado, Annonaceae, escarificação, reguladores vegetais

Resumo

Sementes de Annona crassiflora apresentam dormência morofofisiológica, e estudos de mecanismos que permitam a sua germinação, garantirão a sobrevivência da espécie. Objetivou-se verificar ação do ácido giberélico (AG3) em distintos períodos de imersão na quebra de dormência das sementes. O experimento foi conduzido em delineamento inteiramente casualizado (DIC), com 630 sementes divididas em 7 tratamentos (escarificação mecânica + 1000 mg L-1 de AG3 nos tempos de 24, 48 e 72 horas; escarificação mecânica + 2000 mg L-1 + AG3 nos tempos 24, 48 e 72; e controle). O tratamento de escarificação mecânica + 2000 mg L-1 de AG3 por 72 horas aumentou a germinação das sementes em 10% quando comparado ao controle.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Willian Rodrigues Macedo, Universidade Federal de Viçosa
Instituto de Ciências Agrárias - IAP Fisiologia da Produção Vegetal; Reguladores Vegetais
Publicado
2018-05-04
Como Citar
Freitas, J., & Macedo, W. (2018). GERMINAÇÃO DE SEMENTES DE ARATICUM: DOSES DE GA3 E PERÍODOS DE EMBEBIÇÃO. Colloquium Agrariae. ISSN: 1809-8215, 14(1), 153-157. Recuperado de http://revistas.unoeste.br/index.php/ca/article/view/2018